top of page

Descubra algumas diferenças e curiosidades entre cervejas industriais e artesanais



Quando pensamos, em geral, em produtos artesanais e industriais, pelo menos uma coisa vem à nossa mente: tudo o que é industrial é produzido em grande quantidade em menos tempo e tudo o que é artesanal leva mais tempo para ser produzido, por isso se produz menos, justamente por ser artesanal, o que também automaticamente influencia em uma diferença de preço entre as duas formas de produção e no produto final.


Com a cerveja isso não é diferente, então aí já percebemos a primeira grande diferença entre as cervejas industriais e artesanais, mas de forma alguma isso significa que uma forma de fabricação seja melhor ou pior do que a outra, mas sim que as formas e o tempo de fabricação são diferentes e mais alguns aspectos que vamos apresentar nesse post para que você conheça cada processo de fabricação e mais algumas diferenças e curiosidades sobre essa que é uma das bebidas mais populares do mundo.


A diferença nos rótulos




Pode ser que você seja uma pessoa que não se atenta tanto assim na identidade visual dos produtos, mas é inegável que eles existem, são importantes e geram em nós algum tipo de influência no momento de escolher o produto.

Geralmente na cerveja industrial, a identidade visual é bem definida e segue as cores e padrões da marca, justamente para que a gente conheça de longe qual é a cerveja que estamos escolhendo.

Já na cerveja artesanal, por cada cerveja ser produzida de forma individual e única, há uma diferença maior entre os rótulos e uma liberdade maior do produtor para fazer designers dos mais diferentes modelos, justamente para que possa expressar essa diferença e unicidade da bebida.


Processos de fabricação diferentes


Os dois tipos de cerveja passam por quatro etapas principais semelhantes, que são: brassagem, que é o procedimento que torna o amido dos grãos em malte e açúcares fermentáveis e não fermentáveis, adega, que é o procedimento de maturação e fermentação, filtragem, que é o procedimento feito para garantir a resistência da cerveja nas condições de temperatura fora da cervejaria e envase, que é o engarrafamento da cerveja para a distribuição da mesma, porém, o processo de fabricação da cerveja artesanal acontece de uma forma mais detalhada, manual e seletiva, justamente porque o mestre cervejeiro cria cada cerveja conforme sua criatividade e gosto, podendo incluir ingredientes diferenciados que normalmente não são incluídos na cerveja industrial, como chocolate, mel, limão, entre tantos outros.


Apreciação e degustação



A cerveja industrial tem um acesso mais facilitado, podendo ser encontrada para apreciação e degustação em supermercados, conveniências etc. Sua apreciação vai de consumidor para consumidor e por seu sabor ser mais conhecido por seus apreciadores, cada um sabe como combinar melhor as refeições ou petiscos que melhor combinam com sua cerveja predileta.

Já na apreciação e degustação da cerveja artesanal, são recomendadas refeições específicas para acompanhar cada sabor de cerveja, justamente para que seus sabores sejam mais valorizados. Também é recomendado que se aprecie junto a especialistas em cerveja, para que este facilite a degustação de cada sabor inserido naquela cerveja.


Seja como e qual o modo de fabricação que você preferir apreciar a nossa tão querida gelada, como diria Thomas Jefferson, “A cerveja, se bebida com moderação, torna a pessoa mais dócil, alegra o espírito e promove a saúde”. Então, nesse mês dedicado a ela, nós desejamos a todos os cervejeiros: Saúde!

17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page