top of page

Tudo o que você precisa saber sobre reciclagem de garrafas de vidro


As garrafas de vidro são utilizadas para armazenar a maioria das bebidas no mundo, sejam elas alcóolicas ou não. Por serem muito utilizadas no mercado, e assim produzidas em grande escala, podem surgir questionamentos acerca do seu impacto ambiental, do potencial reciclável deste material e das formas de descarte consciente existentes.

Para compreender melhor alguns destes questionamentos é importante conhecer brevemente a composição das garrafas de vidro, pois devido seus principais elementos constituintes elas são consideradas 100% recicláveis e de material resistente.

Claro que mesmo sendo recicláveis, não deixam de causar impactos ambientais, quando descartadas de forma errada e irresponsável.



Composição das garras de vidro

A composição dos vidros comuns ocorre com a utilização dos chamados sodo-cálcicos, os quais são constituídos de alguns dióxidos, sendo estes: de silício, sódio, cálcio, alumínio e magnésio e óxido de potássio, elementos que dão propriedade cristalina e resistência para a garrafa. Para colorir o material é acrescentado alguns metais de transição e os lantanídeos, e assim passam por alguns processos.

A coloração não é realizada apenas para estética da garrafa, determinadas cores impedem que algumas radiações atravessem o vidro, como as radiações nas faixas infravermelho e ultravioleta. Dentre estas cores, podemos citar a cor âmbar, muito comum nas garrafas de cerveja, e a cor verde nas garrafas de vinho. Estas radiações podem interferir no produto que a garrafa contém, alterando o sabor, por exemplo.


Além destes processos de composição química, existem outros processos, em geral. Na produção do vidro, a areia, o sódio, cálcio e outros componentes são misturados e então são levados ao forno até se fundirem (podendo atingir 1500oC). A mistura é depositada em um molde que dá contorno à garrafa, em seguida é injetado ar em um molde final para que a mistura viscosa ganhe o contorno desejado. Após o resfriamento do material, o vidro está pronto para ser utilizado. Vale ressaltar que cada empresa pode possuir processos que diferenciam, e isto interfere na qualidade e durabilidade da garrafa.


Reciclagem das garrafas de vidro

Como funciona a reciclagem de vidro no geral?


Quando falamos de reciclagem, sempre citamos o tempo de decomposição de cada material no ambiente, e o vidro leva, aproximadamente, 4 mil anos para se decompor. Na sua produção utiliza cerca de 1,3 mil quilos de areia. No processo de reciclagem é consumida uma quantidade de energia 70% menor, os poluentes são reduzidos em 20% e o consumo da água diminui para 50%, mas dados do portal das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), de 2021, apontam que apenas 49% do vidro consumido no Brasil é reciclado.

As cooperativas separam os vidros por cor e tipos de garrafas, de bebida de outros tipos. Estes materiais são entregues às indústrias e então o vidro é refundido e moído. Após isso, é colocado em um forno a uma temperatura de 1000ºC, menor que na primeira produção, economizando energia e diminuindo a emissão de CO2. Com a utilização de vidros reciclados a indústria pode economizar cerca de 1,2 toneladas de matérias-primas novas.

Porém, existem diversas formas de reciclagem de garrafas de vidro, além das cooperativas de reciclagem, dentre elas: pontos de entrega voluntária (PEVs), mercados locais, iniciativas privadas voltadas para revenda de material reciclável, para decorações e artesanatos.

Nos dias atuais existem diversos estabelecimentos que utilizam garrafas de vidro em suas decorações, como Pubs e hamburguerias, até mesmo eventos com estilos mais rústicos.



Instruções para cooperar na reciclagem das garrafas, para aqueles que possuem garrafas para descarte

Para as garrafas inteiras e sem danos, lavar e guardar em ambientes arejados sem possibilidade de se tornar foco de água parada. Quando estiverem quebradas, pode-se utilizar jornais para embrulha-las e colocar dentro de uma ou duas sacolas sem misturas com outros elementos ou sujeira, usando luvas e outros materiais para não se machucar.

Para facilitar o processo de reciclagem é recomendável separar os vidros por cor, devido sua composição, removendo rótulos e tampas.

Após estes procedimentos, você pode buscar uma cooperativa em seu município e marcar para que busquem em sua casa, ou até mesmo universidades que realizam este trabalho.

133 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page